Mostra Nacional Fundação Ilídio Pinho

Mostra Nacional Fundação Ilídio Pinho

AEE /

No Convento São Francisco, em Coimbra, a 30 de junho, o Projeto “COLTEC - Colete Tecnológico “Wearable Technology” ao serviço da Segurança Rodoviária” (5.º escalão) conquistou mais um prémio, recebendo uma MENÇÃO HONROSA no valor de 3000€ da Fundação Ilídio Pinho - Ciência na Escola, 14.ª Edição, "A Ciência e a Tecnologia ao serviço de um mundo melhor”.

Nesta Mostra Nacional, outro projeto esteve a concurso, o Projeto "Máquina Multifunções – ESPOLIX” (4.º escalão), coordenado pelo professor Samuel Pereira e que recebeu rasgados elogios pela originalidade e utilização que virá a ter nas pequenas e médias empresas na área da metalomecânica.

A entrega dos prémios às escolas com projetos distinguidos foi feita em cerimónia pública, contando com a presença do Ministro de Educação e Ciência, Dr. Tiago Brandão Rodrigues, do Presidente da Fundação Ilídio Pinho, Eng.ro Ilídio Pinho, e do Presidente da República, Prof. Marcelo Rebelo de Sousa.

«Portugal é o melhor país do mundo, porque conseguiu perceber que só se consegue um futuro melhor se tivermos mais saúde, educação, ciência e cultura. Percebeu isso e mudou, começou a mudar e está a mudar. É uma revolução silenciosa, que não se vê, mas existe… estes jovens são os heróis destes dias e são eles que estão a mudar o país», sublinhou o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, no seu discurso patriótico.

O presidente da Fundação Ilídio Pinho fez notar que «a educação, a cultura e a ciência são três pilares estratégicos das escolas» e que, apostando nestes vetores, «Portugal deixará de ser um país fornecedor de mão-de-obra “braçal” para se tornar fornecedor de mão-de-obra cerebral».

Foi um evento surpreendente, com muitas pessoas presentes e interessadas nos nossos projetos, apresentados em dois stands.  Para além das individualidades, Presidente da Fundação Ilídio Pinho, Secretário de Estado da Educação, Secretário de Estado da Indústria, Diretora da DGesTE, Ministro da Educação e Ciência, de vários ex-ministros e da entusiástica visita do Presidente da República, tivemos ainda a presença marcante do nosso Diretor, Dr. Jorge Ventura, as visitas muito especiais, e que nos sensibilizaram, do Reitor da Universidade de Aveiro, Dr. Manuel Assunção, do Secretário Executivo da CIRA, Dr. José Eduardo de Matos, do Vereador da Cultura e da Educação da Câmara Municipal de Estarreja, Dr. João Alegria, da Vereadora da Cultura e da Educação da Câmara de Albergaria-a-Velha, Dr.ª Catarina Rosa Mendes, e da ESTGA-UA, Prof. Dr. Mário Rodrigues, Eng. Jorge Melo e Paulo Teixeira.

O projeto “COLTEC – Colete Tecnológico” foi um desafio aliciante, de grande exigência, praticado concebido e desenvolvido numa interação do saber técnico-científico assente num problema multidimensional, a “elevada percentagem de acidentes rodoviários entre ciclistas e peões”, que requereu uma observação abrangente das determinantes, das consequências e das soluções, bem como exigiu medições e comparações de variáveis em estudo. O colete integra nas costas um ecrã de leds (permitindo remoção/lavagem) para a passagem de sinais rodoviários e de texto, estando as suas funcionalidades explicitadas no manual do utilizador.

A concretização do projeto envolveu múltiplas atividades laboratoriais de interação entre várias áreas do saber e de programação orientada, incluindo-se atividades da engenharia eletrotécnica e de eletromecânica na construção de placa eletrónica, caixa em policarbonato através de impressão 3D e de suporte para smartphones a incorporar no volante da bicicleta do utilizador. Foram utilizados equipamentos científicos de ponta da ESTGA-UA.

Tendo em conta a questão de partida, o COLTEC pretende lançar algumas ideias de base na construção e apresentação de linhas orientadoras para o desenvolvimento de um novo modelo de políticas de prevenção da sinistralidade rodoviária, com base nos seguintes pontos:

Porque o futuro exige um forte sentido de competências empreendedoras e adaptação à mudança, o grupo de trabalho afeto a este projeto trabalhou com o sentido de apresentar um projeto inovador, de qualidade, garantindo o reconhecimento e certificação das aptidões técnicas e profissionais dos nossos jovens.

A concretização deste projeto é a verdadeira extensão do reconhecimento do AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ESTARREJA na Região.

___________________

A professora Rosário Santos, enquanto coordenadora, agradece aos colegas João Joana e Samuel Pereira os contributos e colaboração prestada, bem como todo o apoio às colegas Clara Pinheiro, Lúcia Santos e Teresa Bagão. Às alunas que participaram e defenderam o projeto, Andreia Mané, Beatriz Rodrigues, Gisela Aguiar e Soraia Santos, agradece o interesse e empenho demonstrado em todas as fases do projeto, que culminou com a sua presença graciosa e dedicada no stand da Mostra Nacional.

Agradece reconhecidamente todo o suporte prestado pela Direção do Agrupamento de Escolas de Estarreja, ESTGA-UA, empresa Aveicellular, Lda. e DGEsTE/Direção de Serviços da Região do Centro.  Bem hajam!