Posso Falar de Mim? - A resposta foi: sim!

Posso Falar de Mim? - A resposta foi: sim!

AEE /

No passado dia 12 de fevereiro, pelas 10:30h, no Cineteatro de Estarreja, os alunos do 9º e secundário do ensino regular e profissional do Agrupamento assistiram ao espetáculo "POSSO FALAR DE MIM?" da Companhia Teatro Aramá do Porto. O espetáculo aborda  temáticas  de forte impacto na adolescência, embora também transversais a outras etapas da vida: sexualidade, identidade de género, orientação sexual, gravidez, bullying, entre outros temas de igual relevância.  Esta iniciativa cumpre os seus objetivos ao levar os espetadores (ou seja, alunos e professores) a refletir sobre os temas abordados, algo que acreditamos ter sido conseguido, pois,  após a apresentação da peça, os alunos colocaram várias questões, a maior parte delas, de grande relevância em relação tanto à temática como aos elementos cenográficos e seus significados simbólicos, mostrando um elevado grau de atenção, curiosidade e interesse. Queremos ainda  realçar  o bom comportamento apresentado pelos alunos durante o decorrer da peça, o que permitiu uma sintonia perfeita entre atores e o público. As reações ao conteúdo  dos textos,  às situações que decorreram durante o espetáculo, fossem essas geradoras de  risos quando presente o elemento cómico, ou fossem os silêncios perturbadores nas situações de maior peso emocional, psicológico e/ou moral, permite-nos afirmar que o espetáculo Posso Falar de Mim? pode falar de muitos de nós.

A Companhia Teatro Aramá agradece ao Agrupamento de Escolas de Estarreja, à equipa PESS e aos professores que acompanharam, pelo convite que nos fez para apresentação do nosso espetáculo, ao Cineteatro de Estarreja, espaço que nos acolheu bem, mas o nosso grande agradecimento  destina-se aos alunos pelo excelente público que foram e por  tão bem terem recebido o nosso trabalho. São estes resultados que nos fazem  continuar a acreditar no poder de comunicação da arte, no nosso caso; O TEATRO.

 

Abaixo vai a ficha técnica do espetáculo, a sinopse e contactos.

Ficha Técnica:

Texto – Criação em oficinas de escrita
Autores citados – Jean Cocteau, Jean Paul Satre, Jean-Jacques Rosseau
Adaptação – Su Maia, Tó Maia
Encenação e figurinos – Tó Maia
Sonoplastia – Filipe Silva
Dispositivos cénicos e cartaz – Pedro Esperança
Interpretação – Carla Gouveia, Cristovão Lopes, Su Maia e Tó Maia
Vozes Off – Alexandre Rodrigues, Cristina Nunes, Débora Pinto, Filipe Silva, Jacinto Durães, Gina Mendes, Ricardo Rodrigues e elenco.
Apoios – Casa das Artes - DRCN - SEC
Residência artística – Circolando
Duração – 70 min. (aprox.)

 

 

Sinopse:

“Tenho 15 anos. Estou naquela fase em que esperam que eu venha a ser alguma coisa! Para já estou à prova.”
“Sou fenomenal… por dentro. Por fora sou só o André Rui.”

O espetáculo parte de textos inéditos, criados em oficinas de escrita onde se explora e combina a pluralidade de questões basilares na vida dos adolescentes e, inevitavelmente, de muitos adultos. A partir de situações ficcionadas e outras de inspiração em factos reais, são exploradas problemáticas que envolvem o corpo e os seus significados nos contextos pessoal e coletivo; desafiados modelos “normativos” nos domínios da sexualidade/ afetos/ orientações /identidade(s) / género(s), ao mesmo tempo que é lançada a rede sobre outras problemáticas que se automatizam como reação ao que não se fideliza com as normas estabelecidas. Ganham expressão ações de descriminação e bullying, transversais a muitas questões abordadas no espetáculo; o namoro e consigo a violência relacional, nem sempre consciencializada, como sintoma de equívocos repetidos e cultivados socialmente, e desfilam, ainda, outros “monstros” criados e alimentados no interior de um velho e resistente “armário”.
“Certo dia estava eu a fazer uma arrumação pessoal, e sem querer abri o meu armário. O que é isto?...”
"POSSO FALAR DE MIM?" estará disponível para fazer itinerância por escolas do 3º ciclo e secundário e outras instituições interessadas, a partir de janeiro de 2016.