Orçamento Participativo da Escola

O Orçamento Participativo das Escolas – OPE – é um processo democrático, com várias etapas, que garante aos estudantes a possibilidade de participarem, de acordo com as suas ideias, preferências e vontades, no desenvolvimento de um projeto que contribua para a melhoria da sua escola.
O OPE pretende fomentar o espírito de participação e de cidadania e valorizar a opinião dos estudantes em decisões que os afetam diretamente.
Com o OPE estimulam-se as escolhas responsáveis, a familiaridade com os mecanismos do voto e a participação na execução das escolhas efetuadas.
Para participar deve escrever-se um texto com a ideia, com um máximo de 1000 palavras – com ou sem imagem.
Para isso há um documento próprio que se encontra no site do Agrupamento. Em seguida, entregar a essa ideia na Direção da escola até ao final do mês de fevereiro, dia 28 – 4.a feira.
A ideia pode ser apresentada só por um aluno ou por um grupo de colegas – máximo de 5 estudantes, mas tem sempre que recolher o apoio de 5% dos alunos da escola – para isso eles têm que que se identificar na tua proposta – escrevem o nome, número de estudante (que está no seu cartão da escola) e assinam. No caso da nossa escola, é necessário recolher a assinatura de 65 estudantes.
A proposta será considerada elegível se reunir as condições:

  1. Não exceda o montante orçamental, no nosso caso o valor máximo é de 1289,00€;
  2. Possa ser executada durante o presente ano civil, ou seja, até 31/12/2018;
  3. Identifique, claramente, uma melhoria pretendida na escola, através da aquisição de bens e/ou serviços que sejam necessários ou convenientes para a beneficiação do espaço escolar e/ou da forma da sua utilização, ou destinados a melhorar os processos de ensino aprendizagem e do qual possam beneficiar ou vir a beneficiar toda a comunidade escolar;
  4. Tenha o apoio expresso de 65 estudantes, do 3o ciclo e/ou do ensino secundário da escola.
  5. Não são consideradas propostas que apenas beneficiem o grupo de alunos que as apresentam, que esgotem a sua finalidade no ano em que são implementadas (exemplo: visita de estudo para a turma X;....) ou que sejam contrárias à lei.

Durante o mês de março haverá debate entre os responsáveis das propostas aceites e, posteriormente haverá votação para escolher a proposta a implementar.

01/02/2018 

O Diretor 

Jorge Ventura 

 

Consultar Circular Interna

Consultar documento Proposta para o Orçamento Participativo da Escola